segunda-feira, 20 maio 2024
- Publicidade -
Dengue
17.3 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Encarcerado, assassino confesso de casal em Cuiabá, Carlinhos pode ficar preso até aos 79 anos; chances de absolvição é zero

 

 

 

Carlos Alberto Gomes Bezerra, tem 57 anos. Assassino confesso do casal Thays Machado, de 44 anos, sua ex-namorada e Willian César Machado, de 40 anos.

Fotos e Vídeo: Fotos: Arquivo/Rede Social/Cameras de Seguranças/Gazeta Digital/Divulgação/Rodrigo Costa/ Matheus Maurício/Olhar Direto

Ele está encarcerado na cadeia pública de Campo Verde(132 KM de Cuiabá).

Mas a fama de Carlinhos não tem a ver com o passado violento.

Ele é o filho primogênito do Deputado Federal de Mato Grosso, Carlos Gomes Bezerra, de 81 anos e que já foi senador e governador do estado.

E, fora da prisão, é conhecido por seu apelido: “Carlinhos Bezerra” em alusão ao sobrenome do pai político.

Enquanto a defesa tenta de todas as maneiras trazê-lo para Cuiabá para ficar preso no Centro de Custódia da Capital (CCC) por ter curso superior, o Ministério Público deve – tão logo – receba o inquérito da Polícia Civil, preparar uma das mais sólidas peças processuais penais de acusação contra o assassino confesso por ter cometido duplo assassinato e ser enquadrado em sete qualificadoras penais.

Quatro que vitimou a ex-namorada Thays: impossibilidade de defesa da vítima, motivo fútil, motivo torpe e feminicídio.

E três do namorado de Thays, Willian César, que são: impossibilidade de defesa da vítima, motivo fútil e motivo torpe.

O assassino executou o casal com  uma pistola automática 380 e registrada em nome dele.

O pente das balas era de 25.

Foto: Divulgação

O casal foi morto com três tiros cada um  no final da tarde de quarta feira, 18, em frente ao edifício Monet, no bairro Miguel Sutil, em Cuiabá, próximo da avenida Rubens de Mendonça.

De acordo com câmeras de segurança do prédio, Carlos Alberto Bezerra passou em seu veículo atirando no casal.

O prédio é a residência da mãe de Thays e ela teria ido ao local entregar as chaves do veículo da  mãe e o casal aguardava em frente ao prédio a chegada de um veículo do aplicativo Uber.

A pena alta a ser cumprida pelo filho do parlamentar mato-grossense, Carlos Bezerra, deve-se ao pacote anticrime (lei 13.964/19), e que prevê um prazo de cumprimento de pena em regime fechado de  40 anos.

Da mesma maneira a lei do feminicídio (13.104/2015) prevê circunstância qualificadora do crime de homicídio e o inclui o feminicídio no rol dos crimes hediondos.

A pena mínima que antes era de 12 anos subiu para 15.

A lei considera o assassinato que envolve violência doméstica e familiar, menosprezo ou discriminação à condição de mulher.

O duplo homicídio cometido por Carlinhos também se enquadra como íntimo e familiar. Carlinhos, se condenado, poderá pegar até  44 anos em regime fechado.

Como os dois homicídios são crimes hediondos, ele só poderá progredir de regime se cumprir 50% da pena, neste caso 22 anos. Isso caso ele seja for réu primário.

Carlinhos tem 57 anos e mais 22 anos em regime fechado, ele terá 79 anos.

Para progredir do semi aberto para o aberto ele terá que ter cumprido outros 50%, neste caso 11 anos. Neste caso Carlinhos terá 90 anos para progredir para o regime aberto.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Feito com muito 💜 por go7.com.br