domingo, 25 fevereiro 2024
- Publicidade -
Banner Topo
26.3 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Artigo – Ensinando Nas Series Iniciais

 SANTOS, Angela Oliveira¹

 SANTOS, Ione Dias de Oliveira²

 NASCIMENTO, Luciana Sirleide³                                                                                    

                                                                                 

RESUMO

 

O presente trabalho teve como papel analisar as dificuldades do professor alfabetizador em sala de aula, já que nos dias atuais a sociedade tem atribuído ao professor a grande responsabilidade em sanar as carências intelectuais dos alunos. E assim, evitar que estas crianças sejam futuras analfabetas, há muitos desafios em sala de aula, sendo que, falar de processos de aprendizagem é um tanto complexo até mesmo pela diversidade de métodos utilizados. O ciclo dos ​anos iniciais​ traz mudanças na rotina escolar do aluno. Nessa etapa, ele desenvolve habilidades e competências que serão aprimoradas ao longo da vida escolar​. A criança aprende o domínio da língua falada e escrita, os princípios matemáticos, a noção de espaço e tempo, os princípios científicos, além de ter um convívio com a arte e a estética. Portanto, é nessa etapa que ocorre a alfabetização dos alunos.

Palavras-chave: Alfabetização. Processos. Desenvolvimento. Desafios.

 

[1] Professora da Educação Básica, habilitado em Pedagogia pela UFMT (NEAD), pós-graduada em Gestão Escolar pelo Instituto Prominas. Email: angelaoliveira2016@hotmail.com

² Professora da Educação Básica, habilitada em Pedagogia pela UFMT (NEAD), pós-graduada em Alfabetização e Letramento pelo Instituto Prominas. Email: idola13@hotmail.com

³Professora da Educação Básica, habilitada em Pedagogia pela UNOPAR, pós-graduada em Educação Infantil e Alfabetização, pelo Instituto Afirmativo. Email: lucianasirleide@hotmail.com

 

INTRODUÇÃO

 

            Muitos estudos afirmam que o sujeito se constitui em dois momentos, primeiro no social e depois no individual. Na escola esse processo ocorre de forma continua, remetendo o educador a um papel importante como mediador do processo de aquisição da leitura e escrita com intervenções pedagógicas.

             

            Por isso, a sala de aula precisa ser um ambiente alfabetizador, com livros, jornais, histórias, materiais diversos que ajudam os alunos a desenvolver essas habilidades. As crianças percebem que as representações estão por todos os lados e que precisam se apropriar e entender como se dá a comunicação.

 

 

            DESENVOLVIMENTO

 

Para o professor é uma fase distinta e cheia de novas experiências e sensações em que o aluno se depara ao chegar à escola, para aqueles que não frequentavam a escola a educação infantil é o primeiro contato com a educação formalizada.

São inúmeros os desafios formados em sala de aula alguns até de deixar os professores preocupados, pois, têm crianças com problemas emocionais crianças que não foram alfabetizadas.

 O desafio se transforma em preocupação e o professor precisa ser ágil e procurar trabalhar com cada criança de uma maneira que a própria criança possa aprender.

O professor precisa trabalhar com seu aluno que tem dificuldade em aprender, incentivando a leitura e é a partir da leitura que as crianças constroem seus valores e crenças.

Os professores/as serão profissionais mais respeitados quando puderem explicar as razoes de seus atos, os motivos pelos quais tornam umas decisões e não outras, quando ampararem suas ações na experiência depurada de seus colegas e quando souber argumentar tudo isso numa linguagem além de senso comum. (SACRISTÁN, 1988, P.10)

O professor quando aprende a lidar com desafios em sala de aula tudo fica mais fácil, o professor tem que ser carismático com aquele aluno mais tímido e deve também criar um limite com os alunos para que possa trabalhar em sala de aula com algumas regras, porque sem regras não existe organização.

Ao conviver num ambiente pautado pelos respeitos estudantes aprendem a tomar decisões responsáveis, uns dos grandes meios de vencer alguns desafios na sala de aula é realmente diversificar as metodologias utilizadas, pois o mundo mudou muito e as crianças são outras.

As crianças estão mais interativas, então é preciso interagir com eles de forma dinâmica utilizando jogos pedagógicos inserir novos elementos nas aulas. Tudo isso sabemos que irá ajudar na construção de conhecimentos e ensinar as crianças regras e valores sem precisar usar o autoritarismo.

A escola é considerada como uma agencia educacional, que adota uma forma de controle, mantendo, conservando seu espaço. Assim deve ser o professor com seus alunos.

Sempre haverá desafios independentes da série em que leciona, porque os desafios são constantes. O trabalho pedagógico com um planejamento diversificado é o que dá suporte para amenizar tais desafios.

 

 

 

                       

CONSIDERAÇÕES FINAIS

 Sabemos que ensinar nas series iniciais é um grande desafio, mas um desfio bom, principalmente para carreira de um professor, pois, adquiri experiências, aprende a lidar com diversas situações.

Como diz o autor José Gomes (SANCRISTÁN) que os professores serão mais respeitados quando puderem explicar as razões de seus atos, portanto o professor sempre terá muitas responsabilidades pelas quais terão que se responsabilizar.

Acredito que há desafios em qualquer profissão, porém a diferença é que para os professores a responsabilidades se torna um pouco maior pela responsabilidade de formar cidadãos críticos e ativos na sociedade.

 

 

AUTORES:

[1] Professora da Educação Básica, habilitado em Pedagogia pela UFMT (NEAD), pós-graduada em Gestão Escolar pelo Instituto Prominas. Email: angelaoliveira2016@hotmail.com

² Professora da Educação Básica, habilitada em Pedagogia pela UFMT (NEAD), pós-graduada em Alfabetização e Letramento pelo Instituto Prominas. Email: idola13@hotmail.com

³Professora da Educação Básica, habilitada em Pedagogia pela UNOPAR, pós-graduada em Educação Infantil e Alfabetização, pelo Instituto Afirmativo. Email: lucianasirleide@hotmail.com

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 

CLAXTON, Guy. O desfio de aprender ao longo da vida. Porto Alegre: Artmed, 2005.

CAGLIARI, Luiz Carlos. Alfabetização e Lingüística. São Paulo. Ed. Scipione,

2003.

 

GARCIA, Regina Leite. Revistando a pré-escola. 4 ed. São Paulo, Cortez, 2000.

 

SILVA, Ezequiel Theodoro da. O ato de ler: fundamentos psicológicos para uma nova pedagogia da leitura- 8ª ed. São Paulo. Ed. Cortez, 2000.

 

SACRISTÁN, José Gimeno; GÓMEZ, Angel. Compreender e transformar o ensino. Porto Alegre: Artmed, 1998.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

- Publicidade -
big master

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

A Transfiguração: «Este é o meu Filho amado. Escutai-o!»

Domingo 2 (B) da Quaresma Evangelho Mc 9,2-10 Seis dias depois, Jesus levou...

Maragogi, Gunga e Milgares; saiba mais sobre pontos turísticos do Alagoas

Com turismo em alta, especialmente no verão, estado do...
Feito com muito 💜 por go7.com.br