segunda-feira, 24 junho 2024
- Publicidade -
22 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

A leitura no desenvolvimento infantil

SANTOS, Angela Oliveira¹

SANTOS, Ione Dias de Oliveira²

NASCIMENTO, Luciana Sirleide³                                                                                    

 

RESUMO

 

Este artigo tem como relevância descritivo a leitura e sua inserção no desenvolvimento humano. O poder da leitura é tão imenso que é antecedido na criança desde a educação infantil. A criança que entra em contato com a leitura e no universo da literatura tem mais facilidade para aprender e para conviver na escola, visto que, a leitura é a bagagem comunicativa da criança. É indispensável que a criança cresça e conviva em um ambiente que lhe proporcione o exercício da leitura, fazendo-a perceber o mundo que a cerca, seja por meio da leitura de imagens, como também, a capacidade de escuta considerados relevantes no sentido de contribuir para o desenvolvimento da criança.

 Palavras-chave: Inserção. Leitura. Desenvolvimento. Práticas. 

 

 

INTRODUÇÃO

 

           Os livros infantis podem contribuir muito na vida de uma criança pois a criança tem um mundo encantando. Quando ela lê ou ouvi as histórias infantis se envolve e se adentra na leitura fazendo desses momentos um ato prazeroso.

            Um espaço dedicado para leitura a criança aumenta o contato com os livros e as histórias que as leva a se envolver em um mundo lúdico e fantasioso.

A Literatura Infantil tem seu início através de Charles Perraut, clássico dos contos de fadas, no século XVII. Naturalmente, o consagrado escritor francês não poderia prever, em sua época que tais histórias, por sua natureza e estrutura, viessem constituir um novo estilo dentro da Literatura, e elegê-lo o criador da Literatura da Criança. (CARVALHO, 1982, p. 77).

 Quanto mais cedo ensinarmos as crianças a ouvir e ler, maiores serão as chances de adquirirem o gosto e prazer pela leitura. Digamos que ouvir e ler é o caminho para a criança entrar em mundo mágico e encantador.

Diante disso pode se dizer que o contato com as histórias infantis é um momento muito bom para que os pequeninos se interessem mais pela leitura.

A linguagem oral e a capacidade de expressão, das ideias e emoções no que diz respeito ao desenvolvimento é um fator contribuinte para a formação de leitores na educação infantil.             Segundo os Referenciais Curriculares Nacionais para a Educação Infantil (RCNEI), a utilização dos livros infantis na pré-escola é considerada veículos essenciais para o desenvolvimento da oralidade da criança.

 

DESENVOLVIMENTO

 Como já sabemos o gosto pela leitura é despertado pela própria criança com a ajuda de um adulto para que haja entusiasmo, neste sentido a criança ao se aproximar dos livros de tipos variados ocorrem descobertas incríveis.

O mediador mais importante é o professor porque é uma das figuras fundamental na história de vida de um aluno.

Para que haja êxito na formação de um leitor precisamos efetivar uma leitura estimulante, reflexiva, diversificada e crítica.

 A ampliação de suas capacidades de comunicação oral ocorre gradativamente, por meio de um processo de idas e vindas que envolvem tanto a participação das crianças nas conversas cotidianas, em situações de escuta, canto de músicas e brincadeiras, como a participação em situações mais formais de uso das linguagens, como aquelas que envolvem a leitura de textos diversos. (BRASIL, 1998, p. 127).

 O espaço de leitura na escola deve ser um lugar atraente e significativo para as crianças usufruam de diversos recursos possibilitando diferentes experiências e visões.

A leitura para se tornar ainda mais prazerosa podemos estimular a criança a comentar a história, enredo, pesonagens e as ilustrações que é umas das coisas que mais chama a atenção de uma criança ao pegar um livro infantil.

Portanto, é importante atribuirmos o significado das histórias para as crianças possam entender melhor a leitura e o  porque da literatura.

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

 Conclui-se que a leitura é essencial para que a criança possa compreender o mundo e ter suas próprias experiências e entender as suas necessidades.

A criança precisa ter o prazer de ler ou ouvir história para que sinta satisfação, pois a leitura faz com que ela entra em seu mundo fantasioso tornando também um momento de ludicidade.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 

BRASIL. Ministério da educação e do desporto. Referencial curricular nacional

para a educação infantil. Brasília, DF, 1998.

CARVALHO, Barbara Vasconcelos. Literatura Infantil: Visão histórica e critica. 2ºEd. São Paulo, Ática, 1982.

HUBBER, Annette. Gabriel tem 99 CENTÍMETROS, 2013, Campinas São Paulo: ed Saber e Ler.

KAERCHER, Gládis. E por falar em literatura… In: CRAIDY, Carmem Maria;KAERCHER, Gládis, E.P.S (Org.). Educação Infantil: pra que te quero? PortoAlegre: Artmed, 2001.

ZILBERMAN, Regina. A literatura infantil na escola. São Paulo: Global, 6º Ed.1987.

AUTORES

[1] Professora da Educação Básica, habilitado em Pedagogia pela UFMT (NEAD), pós-graduada em Gestão Escolar pelo Instituto Prominas. Email: [email protected]

² Professora da Educação Básica, habilitada em Pedagogia pela UFMT (NEAD), pós-graduada em Alfabetização e Letramento pelo Instituto Prominas. Email: [email protected]

³Professora da Educação Básica, habilitada em Pedagogia pela UNOPAR, pós-graduada em Educação Infantil e Alfabetização, pelo Instituto Afirmativo. Email: [email protected]

 

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Veículo adulterado e com registro de furto é recuperado pela PM em Arenápolis 

A Polícia Militar recuperou um veículo nesta ultima sexta-feira,...

Jogos hoje (23/06/24) ao vivo de futebol: onde assistir e horário

Confira onde assistir ao vivo aos jogos de futebol...
Feito com muito 💜 por go7.com.br