Titulo fixo

Nova Olimpia (MT), 24 de junho de 2018 - 21:12

? ºC Nova Olimpia - MT

Videos

13/04/2018 04:28

Medeiros usa regimento para impedir que petistas incluam Lula no nome veja vídeo

O senador José Medeiros (Podemos) conseguiu impedir os senadores e deputados federais do PT de incluir o sobrenome Lula nos seus nomes parlamentares que aparecem nos painéis eletrônicos do Senado e Câmara dos Deputados. Para isso, evocou o artigo 7º do Regimento Interno.

“Transformou num verdadeiro circo o plenário. Aí evoquei o artigo 7º do Regimento do Senado Federal, onde diz que o nome parlamentar é definido por ocasião da posse do parlamentar e com somente duas palavras. Eles querem fazer chicana com o Parlamento, mas estou aqui para fazer o contraponto”, afirmou Medeiros, acusando a esquerda de tentar politizar um assunto policial, durante sessão plenária realizada ontem (11).

Medeiros ainda explicou que somente pediu para usar o nome Moro como estratégia de forçar o presidente do Senado, Eunicio Oliveira (MDB-CE), e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a recusarem a mudança pedida por todos os parlamentares de esquerda. Isso porque Medeiros anunciou que faria homenagem ao juiz Sérgio Moro, que decretou a prisão de Lula, como contraponto aos apoiadores do ex-presidente que está detido em Curitiba (PR).

“O que eles queriam era ver o nome do Lula figurando no painel do Senado e da Câmara. Algo inadmissível e que, prontamente, impedimos”, comemorou.

Além disso, Medeiros votou contra o requerimento apresentado pelo senador Lindbergh Farias (PT-RJ) para formar uma comissão de 12 senadores que vai a Curitiba verificar in loco as condições da sala onde Lula está preso na sede da Polícia Federal. No entanto, a matéria foi aprovada mediante a garantia que as despesas da viagem serão custeadas pelos próprios parlamentares. 

Questão policial

Para Medeiros, a esquerda tenta jogar a população brasileira contra o juiz Sérgio Moro. De acordo com o senador, a prisão do ex-presidente Lula é uma questão policial. “O Moro simplesmente julgou os fatos que chegaram nas mãos dele. Lula foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região. O processo passou por mais de 15 juízes, sempre com a mesma decisão. Portanto, a conclusão desse processo culmina com a prisão do Lula”, concluiu o senador. (Com Assessoria)

 


Click Nova Olímpia

Todos os direitos reservados
É proibido a cópia total ou parcial do conteúdo, e a reprodução comercial sem autorização.
Nova Olímpia - MT

Busca

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo