Nova Olimpia (MT), 18 de novembro de 2017 - 22:18

? ºC Nova Olimpia - MT

Videos

09/11/2017 18:42 www.youtube.com

Durante culto transmitido ao vivo no Facebook homem tenta esfaquear pastor

O pastor Gétero Augusto de Campos, que quase foi esfaqueado por um homem durante um culto transmitido ao vivo pelo Facebook, contou ao G1 que ficou com medo de morrer quando viu o rapaz com a faca indo em sua direção. Segundo ele, o jovem alegou que ficou irritado ao ouvir um música na igreja e que, por isso, resolveu atacá-lo para “testar se Deus era Deus”.

“Depois que os membros da igreja conseguiram detê-lo e a polícia o levou para a delegacia, ele disse que ouviu o louvor que canta que ‘se Deus fizer é Deus e se não fizer, continua sendo Deus’ e ficou irritado porque a mãe dele continua cega. Então, ele alegou que resolveu me esfaquear para ver se Deus era Deus mesmo e quis testar. A ação dele assustou todo mundo. Foi só gritaria. Pânico total”, afirmou Gétero.

Leia também:  Homem é resgatado por policiais após cair em cisterna de 30 metros em SP

O caso aconteceu no domingo (5) na igreja “O Brasil para Cristo”, em Tatuí (SP). A transmissão ao vivo do culto na página da igreja no Facebook mostrou o momento em que o pastor quase foi esfaqueado.

Nas imagens (veja vídeo acima) é possível ver o momento em que o jovem sobe a escada lateral do púlpito e puxa uma faca da cintura. Com os gritos dos fiéis, o pastor se vira a tempo de ver o homem investindo contra ele com a faca em mãos.

Ele se esquiva e começa a andar para trás, enquanto repete várias vezes: “O sangue de Jesus tem poder”. Vários homens sobem no palco e um deles agarra o agressor pela cintura e o derruba no chão.

Leia também:  Mulher fica em estado de choque após sofrer assédio sexual dentro de ônibus coletivo

Gétero afirma que pensou que o jovem estava indo em sua direção armado de revólver.

O pastor ainda conta que conhece o jovem há anos, pois ele mora ao lado da igreja. “Conheço ele desde pequeno. Ele mora vizinho da igreja. Em 17 anos que sou pastor, essa foi a primeira vez que aconteceu isso comigo. Meu pai era pastor e já vi gente entrando na igreja e xingando, mas de invadir púlpito e com faca, não. Foi um susto muito grande para todos”, diz.

Ainda segundo Gétero, após o ocorrido, o culto continuou normalmente. “Claro que assustou muita gente. A igreja ficou em pânico. Minha mulher ficou assustada e meu filho correu pra tentar conter o homem. Mas depois do que aconteceu, preguei a palavra que, por coincidência, era sobre como a igreja deve ficar preparada para qualquer situação, já que vivemos em um mundo em que tudo pode acontecer”, diz.

 
Fonteagoramt

Click Nova Olímpia

Todos os direitos reservados
É proibido a cópia total ou parcial do conteúdo, e a reprodução comercial sem autorização.
Nova Olímpia - MT

Busca

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo