Titulo fixo

Nova Olimpia (MT), 17 de junho de 2018 - 23:16

? ºC Nova Olimpia - MT

Política

Cuiabá 11/06/2018 05:51

Selma nega ser "bolsonete", mas acredita em vitória de Bolsonaro para presidente

Segundo Selma, suas andanças por Mato Grosso têm mostrado que Bolsonaro deve vencer as eleições presidenciais.

 Pré-candidata ao Senado pelo PSL, a juíza aposentada Selma Arruda aposta na vitória do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL-RJ). Apesar de admitir que não concorda com todos os posicionamentos do correligionário, nega que ele seja machista, homofóbico ou racista.
Bolsonaro é um fenômeno. O Brasil inteiro está bolsonariando. Eu entrei para o PSL, mas não sou bolsonete. Não é tudo que ele fala que eu concordo, mas democracia é isso aí” declara Selma em entrevista ao RDNews.
Segundo Selma, suas andanças por Mato Grosso têm mostrado que Bolsonaro deve vencer as eleições presidenciais. Afirma ainda que as polêmicas existem porque o presidenciável não se rende ao discurso politicamente correto que está na moda atualmente.
“Tenho certeza que Bolsonaro será presidente. Não vai ter ninguém para concorrer com ele sinceramente. E não acho que ele pese. Quando as pessoas estigmatizam... Não pesa, agrega, principalmente no interior. Na Capital tem mais resistência. Não é politicamente correto, mas não senti machismo ou homofobia. Ao contrário, muito educado e correto”, completou a pré-candidata.
Apesar da defesa de Selma, Bolsonaro foi considerado machista ao dizer que depois de quatro filhos homens “deu uma fraquejada” e nasceu uma mulher. Além disso, já deu a entender que as mulheres merecem ganhar menos porque engravidam, o que acarreta prejuízos às empresas.
Em relação aos LGBT, Bolsonaro fez declarações polêmicas com frases tipo: “Não vou combater nem discriminar, mas, se eu vir dois homens se beijando na rua, vou bater” ou “o filho começa a ficar assim, meio gayzinho, leva um couro e muda o comportamento dele”.
No que diz respeito ao racismo, Bolsonaro também proferiu frases como “Fui num quilombo. O afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas. Nem pra procriador ele serve mais” e “Eu não corro esse risco, meus filhos foram muito bem educados” ao ser questionado sobre a possibilidade de um dos filhos casar com uma negra.
“A ideologia do PSL, achei muito interessante. Voltado para o social, mas não socialista”Ideologia
Sobre a opção pelo PSL, Selma argumenta que tomou a decisão não só pela viabilidade eleitoral que a sigla oferece, mas pela ideologia conservadora e de direita. Afirma ainda que só decidiu se filiar após ouvir diversos partidos políticos organizados em Mato Grosso.
“A ideologia do PSL, achei muito interessante. Voltado para o social, mas não socialista. Preza muito os valores familiares como base da sociedade, que é o que prego nas palestras e ao mesmo tempo, na questão econômica, são liberais. Esse liberalismo promete enxugar o estado, tornar mais transparente e com menos corrupção. Falou a minha língua”, concluiu.

Nortão Notícias


Click Nova Olímpia

Todos os direitos reservados
É proibido a cópia total ou parcial do conteúdo, e a reprodução comercial sem autorização.
Nova Olímpia - MT

Busca

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo