Titulo fixo

Nova Olimpia (MT), 20 de outubro de 2018 - 17:23

? ºC Nova Olimpia - MT

Política

27/04/2018 08:31

Justiça exonera seis servidores da Assembleia por fraude em processo de estabilidade

Os servidores da Assembleia Legislativa são acusados de fraudar documentos para se enquadrarem na lei estabilização chamada de Ato das Disposições Constitucionais Transitórias e com isso conseguir a efetividade na Casa.

Os juízes Celia Regina Vidotti e Luis Aparecido Bortolussi Júnior, titulares da Vara de Ação Civil Pública e Ação Popular de Cuiabá, condenaram seis servidores da Assembleia Legislativa, com salários entre 7, 2 mil a 14, 8 mil, à perda da estabilidade funcionais denunciados pelo Ministério Público Estadual (MPE).

Foram exonerados os servidores Belmira Pinto da Silva, Roberto de Jesus César, Rosemira Arestina da Costa, Marli Cândida de Faria, Leniel Cesar Vitorio e Hilda Meire Figueiredo Peralta.

De acordo com o processo, Rosemira tinha salário de R$ 7,2 mil perdeu a estabilidade por decisão da juíza Celia Vidotti do último dia 20 deste mês. A então servidora era acusada de usar uma averbação falsa como servidora do Município de Várzea Grande, entre os anos de 1986 e 1987 e foi considerada estável em 1990.

Belmira Pinto também teriam falsificado documentos nos anos de 1989 e 1988 e, com isso, estava efetivada no Legislativo com um salário de R$ 7,2 mil.

REPORTERMT


Click Nova Olímpia

Todos os direitos reservados
É proibido a cópia total ou parcial do conteúdo, e a reprodução comercial sem autorização.
Nova Olímpia - MT

Busca

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo