Nova Olimpia (MT), 30 de novembro de 2021 - 16:02

? ºC Nova Olimpia - MT

Fique Por Dentro

23/11/2021 07:18 PlenárioMT

Conheça os alimentos que agravam a psoríase e saiba quais consumir para tratá-la

 

A psoríase é uma doença de pele autoimune, inflamatória e não contagiosa que afeta 1,31% da população brasileira, segundo dados de uma pesquisa realizada em 2017 pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Apesar de incurável, essa condição pode ser tratada com ajuda médica e, além disso, é válido associar à alimentação adequada para evitar crises. 

Segundo informações da SBD, os sintomas dessa doença são incômodos e visíveis: manchas vermelhas com escamas secas esbranquiçadas ou prateadas; pequenas manchas brancas ou escuras residuais após melhora das lesões avermelhadas; pele ressecada e rachada e, às vezes, com sangramento; coceira, queimação e dor; unhas grossas, descoladas, amareladas e com alterações da sua forma; inchaço e rigidez nas articulações; em casos mais graves, destruição das articulações e deformidades. 

Embora a dieta não substitua o tratamento médico, alguns órgãos internacionais de saúde dizem que certos alimentos podem ajudar a reduzir a inflamação no corpo, o que consequentemente pode ajudar a psoríase, visto que esta é uma doença inflamatória. As informações são do “The Sun”.

Os alimentos benéficos para essa condição incluem: salmão, atum, nozes, sementes de chia, óleo de linhaça, couve, amoras, abóbora, queijo e ovos. Saiba mais a seguir:

Peixes oleosos, nozes e sementes
Ricos em ômega 3 e ácidos graxos, alimentos como salmão, nozes, sementes de chia e óleo de linhaça são ótimos aliados à saúde da pele. 

Uma pesquisa sobre outras condições inflamatórias, como a artrite reumatoide, sugeriu que comer estes alimentos que reduzem a inflamação no corpo pode ser benéfico. “Não há evidências definitivas de que funcione na psoríase, mas pode ser uma abordagem que algumas pessoas acreditam que ajuda”, declararou a Associação de Psoríase no Reino Unido.

Frutas e vegetais
O Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido (em inglês: NHS — United Kingdom National Health Service) não recomenda uma dieta específica para a doença, mas afirma que ser importante manter uma alimentação saudável e equilibrada, que inclua frutas e vegetais. Existe uma grande variedade de frutas e vegetais ricos em antioxidantes ou compostos anti-inflamatórios bons para a pele, como vegetais de folhas verdes escuras, frutas vermelhas e abóbora. 

Segundo o NHS, praticar exercícios também pode ser uma boa alternativa aliada à alimentação e ao tratamento, pois as atividades aliviam o estresse — o que pode reduzir os sintomas da psoríase. 

Vitamina D
Especialistas destacam que a deficiência de vitamina D — presente no sol — tem sido associada à psoríase. O SBD, por exemplo, recomenda dedicar algum tempo para ficar ao ar livre, pois o sol ajuda a manter a pele mais saudável — e regula a inflamação. 

Ao tomar sol, não faça longas exposições e prefira os horários com raios mais saudáveis, como antes das 10 horas e depois das 16 horas. Além disso, assim como qualquer pessoa, é imprescindível o uso de filtro solar de alta proteção.

Alguns alimentos também são ricos em vitamina D, como queijos, iogurtes, manteiga, ovos, salmão e atum. 

O que evitar
Assim como muitas outras condições de saúde, a psoríase também pode ser agravada por alguns alimentos. Saiba quais são:

Glúten 
Pesquisas sugerem que uma dieta sem glúten — comum em pães, massas, biscoitos, bolos e cerveja — pode melhorar problemas de pele.


Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo