Nova Olimpia (MT), 03 de dezembro de 2021 - 19:18

? ºC Nova Olimpia - MT

Fique Por Dentro

13/11/2021 07:09 PlenárioMT

Álcool é realmente prejudicial ao tratamento com antibiótico?


Iniciar um tratamento a base de antibiótico costuma ser desafiador para aqueles que apreciam o álcool, afinal, as bebidas são famosas por afetar a eficácia desse tipo de medicamento. No entanto, o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido (em inglês: United Kingdom National Health Service — NHS) afirma que, quando consumidas corretamente, é possível associar ambas substâncias sem comprometer os resultados. As informações são do “The Sun”.

Segundo o NHS, é improvável que o consumo moderado de álcool cause problemas no tratamento com antibióticos comuns. No entanto, especialistas em saúde reforçam a necessidade de evitar a ingestão de bebidas alcoólicas durante o uso da medicação, porque além da possibilidade de desencadear efeitos colaterais desagradáveis, pode diminuir a eficácia do remédio, visto que a bebedeira pode dificultar o combate às infecções e propiciar a desidratação do corpo.

Para evitar que o tratamento seja comprometido, é indispensável ler a bula do medicamento para verificar se existe algum efeito colateral adverso ao álcool, e qual é o tempo de consumo seguro entre eles.

Existem algumas circunstâncias em que o álcool deve ser evitado completamente, como durante uso de antibióticos como metronidazol e tinidazol. Essas substâncias associadas a esse tipo de bebida podem causar reação grave; os sintomas podem incluir: falta de ar, dores de cabeça, dor no peito, vermelhidão na pele, taquicardia, tontura, náusea e vômito.

Independentemente da composição do antibiótico e do motivo do uso, é imprescindível prezar pela dedicação ao tratamento e seguir as orientações médicas.


Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo