Titulo fixo

Nova Olimpia (MT), 16 de julho de 2018 - 22:55

? ºC Nova Olimpia - MT

Fique Por Dentro

02/07/2018 09:46

Médica alerta para os cuidados com a saúde nessa época do ano

O período de seca, em Mato Grosso, é muito severo. Com o desmatamento as queimadas são mais propensas, a umidade e a qualidade do ar pioram e a saúde é prejudicada. A Secretaria do Estado de Meio Ambiente (Sema) divulgou em seu boletim da última terça-feira (26), que a qualidade do ar em Cuiabá está inadequada, assim como de Rondonópolis, Sinop e Várzea Grande. E esse resultado vem se repetindo em todos os últimos relatórios.

Dessa forma, o período das secas com a qualidade do ar inadequada, pode causar doenças respiratórias, como a asma, em crianças e causar doenças cardiovasculares como isquemia, arritmia e infarto do miocárdio. 

A pneumologista Keyla Maia apontou que o corpo humano tem um percentual muito alto de água, cerca de 70%, e se fosse para comparar com uma fruta, seria um abacaxi. Então como se tem muita água, é preciso muita água para que o corpo funcione bem.

“Por outro lado nós temos estruturas do nosso corpo que ficam totalmente protegidas do meio ambiente, por exemplo o cérebro que não tem contato com o ar, e tem estruturas totalmente expostas como a pele, as mucosas, o pulmão, a via respiratória. Então toda vez que você está diante dos meios, um com pouca água e outro com muita água, quem está com pouca vai puxar de quem tem muita. Então o que que acontece, toda nossa parte que fica exposta ao meio, fica perdendo água para o ambiente”, explica a médica.

Keyla conta que é quando a umidade começa a cair que as doenças começam a surgir. Pele ressecada, rachando e coçando, os olhos e lábios ressecados, assim como a garganta, o sistema respiratório, o nariz fica desidratado, cria muita crosta e sangra. 

“Além do corpo perder água para o ambiente, o ar vai deixando as partículas de poeira muito pequenas, desidratas, pois elas também perdem água para o ambiente. Então além do sistema respiratório desidratar, ela ainda recebe uma quantidade muito maior de partículas. E junto com elas vem tudo, bactérias, fungos, vem o bacilo da tuberculose”.

Dessa forma, as crises de asma, rinite e outras doenças infecciosas se agravam. Os pacientes mais vulneráveis são as crianças, idosos e doentes crônicos. A pneumologista aponta que se deve tentar compensar o desequilíbrio da falta de água no corpo. 

“Beber muita água. Deveríamos, de fato, beber no mínimo dois litros de liquido por dia, de preferência água mesmo. Colocar o despertador para tocar, mandando beber água. Colocar agua no ambiente, através de toalhas, bacias, umidificadores desde que eles sejam bem higienizados. Tem que compensar a perda, o princípio do problema é a agua que vai desaparecendo”.

A doutora ainda afirma que como profissional da saúde, é possível perceber o aumento de fluxo de pessoas doentes, com infecções respiratórios, nessa época.

Queimadas

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Mato Grosso lidera na lista de estados com os maiores índices de queimada. De janeiro até esta sexta-feira (29), já foram 4.208 focos, ficando atrás de Roraima que teve 1.929.  

E neste mês de junho, o estado teve 1.475 focos de queimada, enquanto Tocantins teve 837. 

Reprodução

combate incêndio

De acordo com um relatório do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso, o estado também está em primeiro lugar no ranking de focos de calor neste ano. Foco de calor é qualquer temperatura registrada acima de 47°C. Um foco de calor não é necessariamente um foco de fogo ou incêndio. A maioria dos focos no estado se encontram em propriedades privadas e afins, representando 84,38% do índice.

No estado houve um decréscimo de aproximadamente 9,81% dos focos de calor do ano de 2018, em comparação ao mesmo período de 2017, até o dia 15 do mês de Junho.

Denúncias

A população pode denunciar queimadas urbanas no 193 do Corpo de Bombeiros ou nas secretarias de meio ambiente dos municípios. Já os incêndios nas áreas rurais, podem ser denunciados na Sema pelo 0800 65 3838 ou também no Corpo de Bombeiros.

Fonte:http://www.hipernoticias.com.br


Click Nova Olímpia

Todos os direitos reservados
É proibido a cópia total ou parcial do conteúdo, e a reprodução comercial sem autorização.
Nova Olímpia - MT

Busca

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo