Nova Olimpia (MT), 08 de dezembro de 2021 - 01:21

? ºC Nova Olimpia - MT

Esportes

17/11/2021 17:51

Árbitro de goleada do Corinthians sobre o Santos afirma que jogo foi entregue por jogadores

Atualmente como deputado federal pelo Patriota-PR, Evandro Rogério Roman disse 16 anos depois que a goleada do Corinthians sobre o Santos por 7 a 1, em 2005, foi um verdadeira ‘conluio’ de alguns jogadores do time da Vila Belmiro. A intenção, segundo o parlamentar, era derrubar o então técnico do alvinegro praiano Nelsinho Baptista.

A declaração do ex-árbitro, responsável por apitar aquela a partida válida pelo Campeonato Brasileiro, foi dada durante sessão da Comissão de Educação da Câmara.

“Eu vou cometer uma inconfidência aqui. Fui árbitro da Fifa durante muitos anos, mais de 25 anos. Eu quero que os senhores busquem depois junto ao YouTube um jogo que eu arbitrei no dia 6 de novembro de 2005, um 7 a 1 que ocorreu em Corinthians x Santos”, começou.

“Neste jogo, dentro de campo, liderado por um dos jogadores do Santos, houve um conluio, não com todos, para derrubar o treinador que na época era o Nelsinho Baptista”, detalhou.
“O que eles fizeram? Eles iam perder um jogo no interior de São Paulo? Não, eles tinham que perder um jogo para o maior rival, que era o Corinthians naquele momento. Entregaram e perderam de 7 a 1. Então eu quero dizer que, neste momento, me parece que o senhor Danilo Ribeiro, [presidente] do Inep, está sendo ‘boi de piranha’, como foi também o senhor Nelsinho Baptista. Eu vivenciei isto dentro de campo”, completou Román, fazendo um paralelo com as suspeitas de interferências do órgão no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2021.

Relembre a partida
O Corinthians conquistaria seu quarto título nacional naquele ano, mas o que marcou aquela edição do Brasileirão foi o escândalo do árbitro Edilson Pereira de Carvalho, envolvido em esquema de apostas, o que levou a remarcação de alguns jogos do nacional.

Para o torcedor do Corinthians, além do título, um jogo em especial não saiu da memória, mais especificamente no dia 6 de novembro de 2005. Com mando do timão, a torcida tomou boa parte do Pacaembu naquela tarde de domingo, assim como a torcida do Santos encheu o extinto tobogã, parte destinada para a torcida visitante.

Para o espanto da grande maioria, o alvinegro paulista, comandado por Antônio Lopes, resolveu rápido a partida e no final do primeiro tempo já estava ganhando por 3 a 1. Na segunda etapa, a equipe da Vila Belmiro levaria mais quatro gols. Balançaram as redes do Santos: Carlos Tévez (3), Nilmar (2), Rosinei e Marcelo Mattos, enquanto Geílson descontou para o peixe.

A goleada complicou ainda mais a situação de Nelsinho no comando do Santos e o técnico pediu para sair 15 dias depois do revés histórico.

CORINTHIANS: Fábio Costa; Marcelo Mattos, Marinho, Wendel, Eduardo Ratinho, Bruno Otávio (Wescley), Rosinei Adolfo (Dinélson), Carlos Alberto, Hugo, Carlos Tévez (Jô) e Nilmar.
Técnico: Antônio Lopes
SANTOS: Saulo; Paulo César, Halisson (Wendell), Rogério, Kléber, Fabinho (Mateus), Heleno, Ricardinho, Giovanni, Genílson e Luizão (Basílio).
Técnico: Nelsinho Baptista


Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo