Titulo fixo

Nova Olimpia (MT), 25 de setembro de 2018 - 16:58

? ºC Nova Olimpia - MT

Curiosidades

SAÚDE 14/09/2018 03:55 Andrea Salmeron - Agência Noar

"Tudo que faz mal para o seu coração, faz mal para o seu pênis"; urologista alerta sobre causas da disfunção erétil

Condição mais temida pelos homens atinge cerca de 10 milhões de brasileiros e pode ser tratada com medicamentos ou com o implante de prótese

Hipertensão, colesterol, obesidade e hábitos como consumo de tabaco e álcool, além do estresse, são fatores de risco que atingem não somente o coração, mas a vida sexual dos homens, podendo causar a tão temida disfunção erétil, popularmente conhecida como impotência. Segundo pesquisa da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), a condição é o segundo problema de saúde mais temido pelos homens, depois das doenças cardiovasculares e o infarto.

A disfunção erétil afeta a qualidade de vida do homem, em relação à autoestima, e consequentemente, atinge a qualidade de vida da família, que se relaciona com o paciente. Estudos indicam que cerca de 10 milhões de homens apresentam problemas de ereção no país e muitos vão se defrontar com a condição ainda este ano.

Segundo o professor de Urologia da UNIFESP e urologista do Hospital Sírio Libanês, Fernando Almeida, a dificuldade de ter ou manter uma ereção pode estar associada a problemas vasculares, estresse ou maus hábitos alimentares e consumo de álcool e tabaco. "Durante a ereção, a artéria peniana se abre, para a passagem de um fluxo intenso de sangue, que mantém o pênis ereto. Quando há um acúmulo de gordura nos vasos do corpo, causando a obstrução das artérias, a passagem do sangue será limitada e, portanto, a ereção também".

O especialista esclarece que existem opções de tratamento para a disfunção erétil com medicações via oral, injeções intracavernosas e tratamentos definitivos como a colocação de um implante.

Prótese peniana

Existem dois tipos de próteses, a maleável e a inflável. A prótese peniana maleável é composta de dois cilindros flexíveis colocados dentro do pênis. Ela cria uma ereção permanente e é posicionada para permitir a penetração e a relação sexual. São mais acessíveis, por terem cobertura dos convênios, e mais fáceis de manusear, mas podem causar constrangimentos sociais, por manter o pênis sempre ereto.

Já a prótese peniana inflável simula o mecanismo natural de funcionamento do pênis, permitindo uma ereção totalmente rígida durante a relação sexual e depois a flacidez completa. Ela é composta por dois cilindros, um reservatório de soro contido no corpo e uma bombinha localizada dentro do saco escrotal. Para obter uma ereção, o homem aperta a bombinha e o soro do reservatório é transferido para o pênis, causando a ereção. Após a relação sexual, o homem aciona a bombinha e o pênis volta para o estado de flacidez.

Andrea Salmeron (11 3170.30.94)Agência Noar

Click Nova Olímpia

Todos os direitos reservados
É proibido a cópia total ou parcial do conteúdo, e a reprodução comercial sem autorização.
Nova Olímpia - MT

Busca

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo