Titulo fixo

Nova Olimpia (MT), 15 de dezembro de 2018 - 17:45

? ºC Nova Olimpia - MT

Caso Lilian Calixto

CASO LILIAN CALIXTO 18/07/2018 08:53 www.midianews/g1

Corpo de gerente de banco que morreu após procedimento estético no RJ é velado em MT

"Ela era nossa guardiã; queremos Justiça", diz filho de bancária

Lilian Calixto, de 46 anos, fez procedimento estético nos glúteos em apartamento no Rio de Janeiro, passou mal e foi levada para hospital. O corpo dela é velado em Cuiabá.

O corpo da bancária Lilian Calixto, de 46 anos, que morreu no domingo (15), após um procedimento estético, no Rio de Janeiro, foi velado na capela Jardins, em Cuiabá. Amigos e famíliares receberam o corpo, que chegou ao local por volta das 17 horas [horário de Mato Grosso].

De acordo com os familiares, a previsão é de que o corpo seja enterrado na quarta-feira (17) em Cuiabá.

Os parentes da bancária contaram que ela saiu da capital de Mato Grosso, onde morava, para fazer um procedimento estético nos glúteos. Ela passou por complicações e foi socorrida no Hospital Barra D'Or em estado extremamente grave, segundo a unidade de saúde, e acabou morrendo.

De acordo com o enteado da vítima, Alessandro Jaberce, que a acompanhou na viagem, o procedimento seria feito em Brasília.

O médico, entretanto, teve alguns contratempos e transferiu a sessão estética para o Rio de Janeiro. Lá, o procedimento foi feito dentro de um apartamento.

Lilian morava em Cuiabá e viajou ao Rio para realizar procedimento estético,

A polícia está investigando o caso e já fez buscas no apartamento no local, na segunda-feira (16). No apartamento, policiais encontraram alguns produtos e cadernos com anotações.

O médico Denis Cesar Barros Furtado, conhecido como Dr. Bumbum, responsável pelo procedimento, teve a prisão decretada pela Justiça e é considerado foragido.

A mãe de Denis também é considerada foragida, e a namorada dele está presa. Ambas participaram do procedimento, segundo a polícia.

A advogada Naiara Baldanza, que defende Denis, emitiu nota sobre o pedido de prisão temporária contra ele. Ela diz que é cedo para culpá-lo pelo crime e que Lilian "não apresentou qualquer complicação" durante o procedimento.

"Qualquer conclusão acerca da morte de Liliam Calixo (sic) e a eventual responsabilidade do meu cliente sobre essa fatalidade é precoce", diz trecho da nota.

Denis Cesar Barros Furtado, o Dr. Bumbum (Foto: Reprodução/Instagram) Denis Cesar Barros Furtado, o Dr. Bumbum (Foto: Reprodução/Instagram)

Processos na Justiça

O médico é réu em mais de 10 processos no Tribunal de Justiça do Rio. Num deles, junto com a mãe, por conta da venda de um apartamento. O comprador alega que pagou R$ 100 mil, além de ter pago dívidas de condomínio e IPTU, mas o imóvel teria sido invadido por Maria de Fátima, que teria se recusado a assinar a escritura.

Ela alega que não invadiu o apartamento porque não sabia que tinha sido vendido e que a venda foi feita por uma intermediária que não tinha procuração para a negociação.

Na polícia, constam as seguintes passagens:

Homicídio (1997)

Porte de arma (2003)

Crime contra a ordem pública (2003)

Resistência a prisão (2006 e 2007)

Exercício arbitrário da própria razão (2007) - quando a pessoa excede no direito de reagir em legítima defesa

Violação de domicílio (2007)

Informações sobre o paradeiro de Denis e da mãe dele podem ser repassadas de forma anônima pelo Whatsapp ou Telegram do Portal dos Procurados, no telefone (21) 98849-6099; pela Central de Atendimento, no (21) 2253-1177; através do Facebook; e pelo aplicativo Disque Denúncia RJ. (Redação G1)

 

"Ela era nossa guardiã; queremos Justiça", diz filho de bancária

Dezenas de parentes e amigos prestaram as últimas homenagens à gerente de banco Lilian Calixto, 46 anos, nesta terça-feira (17), na Capela Jardins, em Cuiabá, onde o corpo foi velado.

Lilian morreu na madrugada de domingo (15), no Rio de Janeiro, após complicações decorrentes de um procedimento estético feito com o médico Denis Furtado.

Muito emocionado, o filho da gerente, Victor Calixto, dissse não conseguir aceitar a perda da mãe.

"A nossa família está revoltada. Ninguém consegue aceitar essa perda, porque não foi uma coisa natural, foi um erro médico. A gente quer Justiça pelo menos para acalmar a nossa família. Porque a gente perdeu a pessoa mais preciosa da nossa vida. Ela era tudo para a gente, era o pilar da família, nossa guardiã", disse o filho emocionado.

Velório - Victor Calixto Filho de Lilian Calixto: "A nossa família está revoltada. Ninguém consegue aceitar essa perda, porque não foi uma coisa natural, foi um erro médico"

Lilian saiu de Cuiabá na semana passada para passar por um procedimento estético com o uso de PMMA (polimetilmetacrilato). O produto é um polímero em forma de gel usado para preenchimento de partes do corpo.

 "Se deixar esse cara solto, pode acontecer com mais famílias. Não quero que ninguém sofra o que a gente está sofrendo. Isso é um pesadelo que não tem fim. Nada trará a minha mãe de volta. Mas pelo menos conforta a gente sabendo que ele está preso, que a justiça está sendo feita", afirma o filho.

O crime está sendo investigado pela 16º Delegacia de Polícia da Barra de Tijuca, no Rio, e o médico é considerado foragido da justiça.

O enteado de Lilian, Alessandro Jamberci, contou que a família tem sofrido com a perda da gerente, e que o pai está tentando superar a dor.

 "Meu pai está bem, está firme e forte. O Vitor também aparenta estar forte, mas filho é filho. A justiça sempre vai ser cobrada, mas quem vai resolver é Deus. Tem que botar na mão dele. A vida dela não tem como vir de volta". 

O corpo de Lilian Calixto chegou a Cuiabá na manhã desta terça-feira. Os familiares estavam no Rio de Janeiro para transferência do corpo e ainda foram ouvidos pelos delegados cariocas.

 "Ele está foragido [médico Denis Furtado]. A Polícia esta atrás dele. Lá [no Rio de Janeiro] está bem encaminhado, a Polícia está atrás. Todos da família que estavam lá foram ouvidos", lembra.

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Mato Grosso, Leonardo Campos, que esteve no velório, também lamentou a morte.

"Ela era a gerente da minha conta e da minha esposa há 12 anos. Ela era muito alto astral", afirmou Campos.

O corpo da gerente deve ser sepultado na manhã desta quarta-feira (17), às 8h, no Cemitério Bom Jesus de Cuiabá, na saída para Santo Antônio do Leverger.

Não recomendado

Uma enfermeira, que atuou na apliação da substância, e a namorada do médico estão detidas.

A enfermeira confirmou em depoimento que o procedimento não foi realizado em um hospital, ou clínica, mas no apartamento onde o médico reside, em uma cobertura, na Barra da Tijuca.

O uso de PMMA não é recomendado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBPC) como procedimento estético.

Segundo a enfermeira, Lilian começou a passar mal logo após a aplicação. Ela começou a perder a respiração, ficou ofegante e o quadro se agravou rapidamente.

A gerente foi levada para um hospital, onde chegou em estado grave. Em poucas horas, ela não resistiu e faleceu. (redação Midianewws)

 

 


Click Nova Olímpia

Todos os direitos reservados
É proibido a cópia total ou parcial do conteúdo, e a reprodução comercial sem autorização.
Nova Olímpia - MT

Busca

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo
Copie e cole seu código de anúncio AMP apenas uma vez no código-fonte HTML das páginas em que você quer exibir anúncios. O posicionamento do código de anúncio não reflete a posição do anúncio.