Titulo fixo

Nova Olimpia (MT), 21 de outubro de 2018 - 13:29

? ºC Nova Olimpia - MT

Acontecimentos

Curitiba 15/05/2018 06:33

O Juiz Sergio Moro Condena Renato Duque, Léo Pinheiro e mais 11

No despacho, Moro destacou que a prática do crime de corrupção que incide sobre Renato Duque e Léo Pinheiro envolveu o pagamento de R$ 20.658.100,76.

 O juiz Sérgio Moro condenou o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque e o ex-executivo da construtora OAS, José Aldemário Pinheiro Filho, conhecido como Léo Pinheiro, pelos crimes de corrupção passiva e ativa, respectivamente, em um processo da Lava Jato. A informação é do G1.

Além deles, outros onze réus também foram condenados no processo.

No despacho, Moro destacou que a prática do crime de corrupção que incide sobre Renato Duque e Léo Pinheiro envolveu o pagamento de R$ 20.658.100,76.

“Um valor muito expressivo a executivos da Petrobras e a agentes políticos”, disse.

G1 detalhou todos os condenados, seus crimes e suas respectivas penas a serem cumpridas:

Adir Assad – lavagem de dinheiro – 5 anos e 10 meses em regime semiaberto;
Agenor Franklin Magalhães Medeiros – corrupção ativa – 2 anos e 6 meses em regime aberto;
Alexandre Correa de Oliveira Romano – lavagem de dinheiro associação criminosa – 9 anos e 4 meses em regime fechado;
Edison Freire Coutinho – corrupção ativa e associação criminosa – 5 anos em regime semiaberto;
Genésio Schiavinato Júnior – corrupção ativa, lavagem de dinheiro e associação criminosa – 12 anos e 8 meses em regime fechado;
José Aldemário Pinheiro Filho – corrupção ativa – 2 anos e seis meses em regime aberto;
José Antônio Marsílio Schwarz – lavagem de dinheiro e associação criminosa – 5 anos e 6 meses em regime semiaberto;
Paulo Adalberto Alves Ferreira – lavagem de dinheiro e associação criminosa – 9 anos e 10 meses em regime fechado;
Renato de Souza Duque – corrupção passiva – 2 anos e 8 meses em regime semiaberto;
Ricardo Backheuser Pernambuco – corrupção ativa, lavagem de dinheiro e associação criminosa – 9 anos e seis meses em regime fechado;
Rodrigo Morales – lavagem de dinheiro – 6 anos e 10 meses em regime semiaberto;
Roberto Ribeiro Capobianco – corrupção ativa, lavagem de dinheiro e associação criminosa – 12 anos em regime fechado;
Roberto Trombeta – lavagem de dinheiro – 6 anos e 10 meses em regime semiaberto;
Sérgio Moro destacou ainda, em sua decisão, que os réus que têm acordo de delação premiada têm benefícios como redução de pena.

Via: PAPOTV


Click Nova Olímpia

Todos os direitos reservados
É proibido a cópia total ou parcial do conteúdo, e a reprodução comercial sem autorização.
Nova Olímpia - MT

Busca

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo